segunda-feira, 21 de abril de 2008

John Lee Hooker

Nascido em: 22 de agosto de 1917 em Clarksdale, MS.
Falecido em: 21 de junho de 2001, em Los Altos, CA.

Foi amado e endeusado no mundo inteiro como o rei do boogie, uma genuína estrela do blues. Mas John Lee Hooker gravou em muitos estilos diferentes daqueles que gravou durante sua carreira que se estendeu mais do que meio século.

"The Hook" era um nativo do Mississipi que passou a ser um dos melhores no circuito do blues em Detroit, nos anos seguintes à Segunda Guerra Mundial. As sementes da sua guitarra, que parecia se lamentar, foram plantadas por seu padastro, Will Moore, enquanto Hooker era adolescente. Naquela época Hooker ainda cantava músicas de caráter espiritual, mas logo o blues tomou conta de sua alma e ele simplesmente não o deixou mais. Visitas de músicos, geralmente à noite, também deixaram suas marcas. Lendas do blues como Blind Lemon jefferson, Charlie Patton e Blind Blake, eram frequentadores de sua casa, assim como grandes amigos de Moore, seu padastro.

Hooker ouviu o "chamado" de Memphis durante sua adolescência, mas não fez muito sucesso enquanto lá permaneceu. Então voltou para Cincinnati durante 7 anos antes de sua grande mudança para Motor City em 1943. Havia empregos em abundância, mas Hooker deixou o estilo comum que era tocado na época, e passou a tocar sua forma única e livre de blues.

Em 1948, o aspirante ao blues conheceu o empresário Bernie Besman, que muito o ajudou em sua carreira solo e sua primeira gravação, "Sally Mae". Este era sem dúvida o estilo de blues primitivo, mais do que qualquer outro que havia no mercado. O vocal ruminativo, forte era completado pelo seu estilo de "bater" tons na guitarra, altamente amplificada e a insistente marcação do pé. Seus esforços foram rapidamente recompensados.

Bandas de blues inglesas como The Animals e Yardbirds idolatravam Hooker durante o início dos anos 60. Hooker visitou a Europa em 1962, sob os auspícios do American Folk Blues Festival, deixando para trás os sucessos "Lets Make It" e "Shake It Baby" para serem apreciados pelos estrangeiros.

Após vários sucessos, inclusive a conquista de um Grammy, com o álbum "The Healer", Hooker aproveitou a vida através dos anos 90. Passava a maior parte do seu tempo descansando meio período, dividindo seu relaxamento entre vários imóveis adquiridos pela costa da Califórnia. Mas, quando percebia a oferta certa, ele prontamente a aceitava, incluindo um divertido comercial de TV para a Pepsi. Também continuou gravando, e deixou como grande sucesso de 1995 a música "Chill Out" e em 1997 "Dont Look Back". Todos estes fatos o ajudaram a manter o status de lenda viva, e permaneceu como ícone musical americano. Sua reputação não diminuiu após sua morte, por causas naturais, em 21 de junho de 2001.

Nenhum comentário:

Instagram

Translate

Canal ESTB

Seguidores