sexta-feira, 2 de maio de 2008

Rocket 88

O começo dessa história ainda é muito controverso, mas sabemos que em 1951, o saxofonista Jackie Brenston teve seu nome transformado em nota de rodapé quando o líder de sua banda, Ike Turner, resolveu que ele assumiria os vocais na gravação de uma música que ele havia composto há coisa de uns quatro anos: Rocket 88. Para complicar o single lançado era assinado por uma banda que nunca existiu: Jackie Brenston and his Delta Cats.

Se a intenção de Ike era lançar seu saxofonista numa modesta carreira solo ou se aquilo tratava de pagamento de promessa, acho que nunca saberemos, mas o fato é que aquela gravação fez mais do que mudar o rumo da história do Rock n'Roll ela INICIOU o Rock n'Roll.

Composta por Ike em 1948, a música passou por diversos arranjos e mudanças tendo até a letra modificada para enaltecer as maravilhas do Oldsmobile 88, lançado em 1949. Há quem diga que anteriormente a música não passava de uma versão da desconhecida Cadillac Boogie do também desconhecido Jimmy Liggings. Finalmente em 3 (ou 5) de março de 1951 ela foi gravada por Sam Phillips, que com o sucesso de vendas conseguiu capital para montar sua gravadora: a Sun Records.

Devido o sucesso extraordinário da música e sua importância histórica, seu passado começa a ficar nebuloso e a disputa pela autoria é principal razão. Tentar separar os fatos de especulação é difícil, mas vou tentar ligar alguns pontos. O que sabemos é que Jackie Brenston and his Delta Cats não era nada além de uma fachada para a Ike Turner and his Kings Of Rhythm (primeira foto). Sabemos que os arranjos são de Ike, assim como o piano na música (que anos depois foi copiado nota por nota por Little Richard em Good Golly Miss Molly). Sabemos também que após o sucesso da música, e dois anos servindo as forças armadas, Jackie Brenston voltou a integrar a banda de Ike (que o proibiu de cantar novamente a canção). O que se tem de informações além disso são dispersas e duvidosas: Há quem diga que Brenston, que também era um bom pianista, foi o verdadeiro autor e que o 88 se referia as teclas do piano; Sam Phillips lançou o single assinado por Jackie porque queria lançar outro disco assinado por Ike praticamente ao mesmo tempo e isso na época era algo desvantajoso para ele; Brenston escreveu a letra, mas depois confessou ter roubado a maior parte da idéia da versão de Liggings Independente da questão sobre a letra, não há dúvidas que Ike Turner arranjou e gravou a SUA versão original também em 1951: Uma espécie de jump blues com uma backbeat forte na bateria, linha vocal arrojada para a época e o sax por um outro músico de estúdio.

A música ainda trás um dos primeiros exemplos de distorção já gravados (uma espécie de fuzz guitar gerado por um amplificador estourado em turnê). O guitarrista Willie Kizart gostou do que ouvia e resolveu continuar usando o amplificador daquele jeito mesmo. A música alcançou o nº1 das paradas de R&B em junho de 1951 e foi o segundo single mais vendido do ano. No mesmo ano um caipira chamado Bill Halley fez uma versão branca da música antes de estourar com Rock Around The Clock em 1954 e tornar-se, para muitos, o primeiro rock n'roll da história.

A discussão sobre qual foi a primeira gravação de rock da história ainda é disputada por: My Daddy Rocks Me (with One Good Steady Roll) por Trixie Smith (1922), Pine Top s Boogie Woogie por Clarence Pinetop Smith (1928), Tiger Rag pelos Washboard Rhythm Kings (1931), Rock Me por Lucky Millinder Orchestra com Sister Rosetta Tharpe nos vocais e guitarra, The Fat Man por Fats Domino, duas de Louis Jordan e mais uma dezena de outras que são sustentadas por fãs e puristas de todas as espécies com discursos dos mais diversos.

Eu acredito, por exemplo, que poderia ser facilmente enganado pelo original de That s All Right Mama, de Arthur Big Boy Crudup (1946), se não tivesse ouvido tanto blues na minha vida porque ao ouvir a música sou remetidos automaticamente à Elvis Presley (que tornou a canção famosa) e ao Rock n'Roll em um dos seu ícones máximos. É uma linha muito tênue mesmo, mas eu creio que That s All Right Mama esteja mais para folk-blues desses de fundo de quintal do que para Rock n'Roll e que muito provavelmente você duvidaria de mim.

Acabo concordando com Sam Phillips e toda sua autoridade no assunto: Ike Turner. Se tivesse de apontar UM culpado, seria ele. A discussão porém chega à beira do ridículo porque o rock n'roll, independente de Crudup, Turner, Fats Domino ou qualquer outro, IRIA surgir de qualquer maneira e foi brotando aos poucos nas canções de vários bluesmen aqui e ali entre 1948 e 1952. Só posso dizer que nem de longe Bill Halley foi o percussor do gênero e nem o primeiro a atrair a juventude branca americana para o rock. Esse seria novamente Ike com sua simples e enorme contribuição para a música.

(procuro o autor)

Nenhum comentário:

Instagram

Translate

Canal ESTB

Seguidores